Literatura saral bluguesa [Canto das Poesias]

ich bin kunst

Literatura saral bluguesa [Canto das Poesias]

Postby bigua » Thu Jul 10, 2008 12:59 pm

Eu acho que no blug, apesar de ter as imagens, tecnologia, assuntos, barracos, novelas, etc.
Falta um pouco esse lado literário, não achei poemas e poesias aqui, resolvi então dar inicio a esse novo espaço (claro se permitido e colaborado pelos blugueses).

Segue abertura:

Não há vagas

O preço do feijão
Não cabe no poema.
O preço do arroz.
não cabe no poema.
Não cabem no poema o gás
a luz o telefone
a sonegação
do leite
da carne
do açucar
do pão

O funcionário público
não cabe no poema
com seu salário de fome
sua vida fechada
em arquivos.
Como não cabe no poema
o operário
que esmerila seu dia de aço
e carvão
nas oficinas escuras

-porque o poema, senhores,
está fechado:
"não há vagas"

Só cabe no poema
o homem sem estômago
a mulher de nuvens
a fruta sem preço


O poema, senhores
não fede
nem cheira

Melhores Poemas de Ferreira Gullar (org. Alfredo Bosi).
bigua
 

Re: Literatura saral bluguesa [Canto das Poesias]

Postby kradfjj3 » Thu Jul 10, 2008 3:21 pm

Pensei que isso era coisa do Medina
Image
User avatar
kradfjj3
Kratástrofe
Kratástrofe
 
Posts: 3816
Joined: Fri Feb 08, 2008 10:12 pm
Location: Vc se importa?

Re: Literatura saral bluguesa [Canto das Poesias]

Postby bigua » Thu Jul 10, 2008 3:50 pm

por essas e outras eu chamo o medina de brother.. hehe
bigua
 

Re: Literatura saral bluguesa [Canto das Poesias]

Postby Warlocker » Thu Jul 10, 2008 5:09 pm

O funcionário público
não cabe no poema
com seu salário de fome
sua vida fechada
em arquivos.


Tadinho dos funcionarios publicos, que dó....
User avatar
Warlocker
Embaixador da Tontolandia
Embaixador da Tontolandia
 
Posts: 9061
Joined: Tue Nov 05, 2002 9:59 am

Re: Literatura saral bluguesa [Canto das Poesias]

Postby kradfjj3 » Thu Jul 10, 2008 5:29 pm

a é bigua...
esse topico vc deveria criar no "Galeria"
Image
User avatar
kradfjj3
Kratástrofe
Kratástrofe
 
Posts: 3816
Joined: Fri Feb 08, 2008 10:12 pm
Location: Vc se importa?

Re: Literatura saral bluguesa [Canto das Poesias]

Postby bigua » Fri Jul 11, 2008 2:59 am

Funcionário público não recebe aumento ha 12 anos.
E vc guismo não tem a menor noção do q sente.
bigua
 

Re: Literatura saral bluguesa [Canto das Poesias]

Postby bigua » Fri Jul 11, 2008 3:00 am

Warlocker wrote:
O funcionário público
não cabe no poema
com seu salário de fome
sua vida fechada
em arquivos.


Tadinho dos funcionarios publicos, que dó....

não é essa interpretação, mas valeu por ajudar tb! :d
bigua
 

Re: Literatura saral bluguesa [Canto das Poesias]

Postby bigua » Fri Jul 11, 2008 7:37 am

ok vou ter q apelar.

Não idiota babaca, salário de fome, pois nem pra isso eles servem pra reinvidicar e qdo tentam são enganados e aceitam isso tanto q vira um ciclo, greve, negocia, nao aumenta, aceitam, culpam, greve, negocia, nao auemnta, aceitam, culpam, greve.., tirando os da caixa economica, o que vc acha dos professores das escolas estaduais? não é um salário de fome? um salário só pra matar a fome e q se foda a poesia os alunos, a educação e a vida. Já q ganha o salário de fome, mate a fome e vive a vida jogando sua culpa nos outros. Como vc fez nesse poema e não trouxe nada de si próprio para gente conhecer e debater ha nao ser a mesma birra de velho bicha chato de sempre.
E falando do hoo, me lembro ate hj q o hoo iria jogar algo pra eu comer, vai ver q a comida dele é tao boa q nem ele quer comer, prefere "dar" melhor jogar, para que os outros comam, pq se fosse boa ele guardava, ou cuidaria melhor pra q nao sobrasse e o satisfazesse mais vezes..
Ah nao ser q o hoo seja q nem o khana q nao gosta mto de pensar no q come pois nao recebe o salário de fome e isso nao o preocupa.
Mas pelo q conheco do hoo, ele conta até o tanto de carne q come, em fim.


pronto falei!
abs
bigua
 

Re: Literatura saral bluguesa [Canto das Poesias]

Postby bigua » Fri Jul 11, 2008 7:51 am

totalmente!
O sem sentido aqui é vc e meia duzia.
bigua
 

Re: Literatura saral bluguesa [Canto das Poesias]

Postby bigua » Fri Jul 11, 2008 8:01 am

guismo wrote:o que, considerando que o blug só tem meia duzia, faz de voce o sem sentido /o\

vc´s podem discordar, mas sem sentido não sou.
:)
bigua
 

Re: Literatura saral bluguesa [Canto das Poesias]

Postby bigua » Fri Jul 11, 2008 8:07 am

Ao espelho


O que mais me aproveita
em nosso tão frequente
comércio é a tua
pedagogia dos avessos.
Fazem-se em nós defeitos
as virtudes que ensinas:
o brilho da superfície
a profundidade mentirosa
o existir apenas
no reflexo alheio.
No entanto, sem ti
sequer nos saberíamos
o outro de um outro
outro por sua vez
de algum outro, em infinito
corredor de espelhos.
Isso até o último
vazio de toda imagem
espelho de um si mesmo
anterior, posterior
a tudo, isto é, a nada.

José Paulo Paes,in Os melhores poemas de José Paulo Paes. 2ªed. Seleção de Davi Arrigucci Jr. SP: Global.
bigua
 

Re: Literatura saral bluguesa [Canto das Poesias]

Postby bigua » Sat Jul 12, 2008 10:22 am

hoo wrote:2 erros nao fazem 1 acerto.

mas duas negações (negação da negação) vira uma verdade.

inclusive essa é a charada do tópico desafio q ta no imunidade.
bigua
 

Re: Literatura saral bluguesa [Canto das Poesias]

Postby bigua » Sun Jul 27, 2008 9:30 pm

TABACARIA

Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo.

Janelas do meu quarto,
Do meu quarto de um dos milhões do mundo que ninguém sabe quem é
(E se soubessem quem é, o que saberiam?),
Dais para o mistério de uma rua cruzada constantemente por gente,
Para uma rua inacessível a todos os pensamentos

...

Que sei eu do que serei, eu que não sei o que sou?
Ser o que penso? Mas penso tanta coisa!
E há tantos que pensam ser a mesma coisa que não pode haver tantos!
Gênio? Neste momento
Cem mil cérebros se concebem em sonho gênios como eu,
E a história não marcará, quem sabe?, nem um,
Nem haverá senão estrume de tantas conquistas futuras.
...

Fiz de mim o que não soube
E o que podia fazer de mim não o fiz.
O dominó que vesti era errado.
Conheceram-me logo por quem não era e não desmenti, e perdi-me.
Quando quis tirar a máscara,
Estava pegada à cara.
Quando a tirei e me vi ao espelho,
Já tinha envelhecido.
Estava bêbado, já não sabia vestir o dominó que não tinha tirado.
Deitei fora a máscara e dormi no vestiário
Como um cão tolerado pela gerência
Por ser inofensivo
E vou escrever esta história para provar que sou sublime.
...

Álvaro de Campos (Fernando Pessoa)
bigua
 

Re: Literatura saral bluguesa [Canto das Poesias]

Postby Íris » Tue Jan 19, 2010 4:10 pm

batatinha quando nasce
esparrama pelo chão
toda vez que entro no blug
esqueço dos outros fóruns que não são o imunidade geral!

:D
nhooom.
User avatar
Íris
blug´s hottest chick
blug´s hottest chick
 
Posts: 6815
Joined: Thu Jun 10, 2004 7:02 pm

Re: Literatura saral bluguesa [Canto das Poesias]

Postby worf » Tue Jan 19, 2010 4:17 pm

saral
reclame menos
bora fazendo 2017
User avatar
worf
9_9
9_9
 
Posts: 7276
Joined: Sat Mar 29, 2003 12:13 am
Location: silicone valley

Re: Literatura saral bluguesa [Canto das Poesias]

Postby Íris » Tue Jan 19, 2010 4:20 pm

varal sarado
nhooom.
User avatar
Íris
blug´s hottest chick
blug´s hottest chick
 
Posts: 6815
Joined: Thu Jun 10, 2004 7:02 pm

Re: Literatura saral bluguesa [Canto das Poesias]

Postby worf » Tue Jan 19, 2010 4:29 pm

saral varado
reclame menos
bora fazendo 2017
User avatar
worf
9_9
9_9
 
Posts: 7276
Joined: Sat Mar 29, 2003 12:13 am
Location: silicone valley


Return to die kunst

Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 4 guests

cron